PAISAGENS COTIDIANAS

Procuro no dia-a-dia

Incansavelmente uma beleza

Um rastro de luz que ilumine algum segundo sequer

Uma fuga do repetitivo trabalho de reprodução

Herança que recebi das mulheres da minha família

Atravessada por diversas gerações de trabalho não pago

Ardilozamente confundido com amor